Brasília – O advogado Pedro Calmon, que defende a jornalista Mônica Veloso, entregou nesta quarta-feira (27) à secretaria do Conselho de Ética do Senado o que disse ser uma série de gravações que comprovariam a ligação entre o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) e Cláudio Gontijo, funcionário da construtora Mendes Júnior.

A jornalista acusa Renan de ter usado dinheiro de Gontijo para pagar pensões a ela, em função da filha que os dois têm juntos. Segundo o advogado, a série de gravações, em seis CDs, foi feita por ela e comprovaria essa acusação.

Segundo o advogado, as gravações foram periciadas por Aidano Faria e, amanhã, cópias serão entregues à Polícia Federal, para que também ali seja comprovada sua autenticidade.

Os CDs, ainda segundo o advogado, mostrariam que é falsa a acusação de Renan de que a jornalista o estaria chantageando. ?Eles comprovam plenamente que nunca houve chantagem nenhuma?, disse Calmon à imprensa. ?Comprovam, sim, as relações entre o senador Renan e o Cláudio Gontijo.?

Devido à acusação de Veloso, Renan enfrenta, atualmente, um processo no Conselho de Ética do Senado.