O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje que pretende firmar um acordo na área espacial com a Rússia. "Os russos têm tecnologia. Têm uma experiência extraordinária na questão espacial. O Brasil está começando em Alcântara e nós pretendemos fazer parcerias para utilizar os conhecimentos tecnológicos dos russos", disse.

Lula chega hoje a Moscou, último destino da viagem oficial à Europa, que incluiu ainda Portugal, Espanha e Itália. Esta é a primeira viagem do presidente à Rússia.

Lula ressaltou a importância da criação de parceria para a aproximação da economia dos dois países. "Nós pretendemos um pouco apresentar o que é o Brasil; o potencial do Brasil, as mudanças que fizemos na legislação para podermos estabelecer parcerias e eu espero que a gente consiga uma parceria mais forte entre Rússia e Brasil", afirmou.

A Rússia é um dos países que mais importam carne brasileira, de acordo com o Ministério da Agricultura. No entanto, desde a última segunda-feira (10), quando houve a detecção de um foco de febre aftosa no município de Eldorado, em Mato Grosso do Sul, o país proibiu a compra de produtos e derivados de espécies suscetíveis à doença, como bovinos, bubalinos, caprinos, ovinos e suínos. Uma comissão brasileira – que terá a participação do ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues – está em Moscou para negociar o fim do embargo parcial à carne.

O presidente Lula e a comitiva brasileira ficarão hospedados no Kremlin. Amanhã (18), Lula terá encontro privado com o presidente russo, Vladimir Putin. Em seguida, eles participarão de reunião com ministros e autoridades dos dois países.