O governador da região de Campania, Antonio Bassolino, e o prefeito da cidade de Ravello, Secondo Amalfinato, ambas no sul da Itália, apresentaram hoje, 29, ao ministro da Educação, Cristovam Buarque, propostas para programas do MEC. A primeira é de intercâmbio entre o Bolsa-Escola, que atende a cinco milhões de famílias, e os projetos italianos Renda Mínima de Inserção, implantado em bairros populares de Nápoles, e Mestres de Rua, de integração de crianças que estão fora da escola.

Bassolino acertou com Cristovam a visita a Campania, em outubro, do secretário do Bolsa-Escola, Marcelo Aguiar, para que ele conheça também a Rede de Cidadania, programa que será lançado em breve e atenderá, com uma espécie de bolsa-escola familiar, a 30 mil famílias pobres com filhos na escola.