O Bradesco registrou lucro líquido consolidado de R$ 1,705 bilhão no primeiro trimestre do ano, mostrando evolução de 11,4% sobre o mesmo período de 2006. O retorno sobre o patrimônio líquido médio anualizado foi de 30,2%, contra 34,6% do mesmo intervalo do exercício anterior.

As receitas da intermediação financeira somaram R$ 9,313 bilhões de janeiro a março deste ano, contra R$ 8,797 bilhões do primeiro trimestre de 2006, mostrando crescimento de 5,9%, e a despesa subiu 12,4%, para R$ 4,204 bilhões. O resultado bruto da intermediação financeiro ficou em R$ 3,859 bilhões, com redução de 4,4% sobre o primeiro trimestre de 2006. O resultado operacional atingiu R$ 2,281 bilhões, com aumento de 1,5%.

A carteira de crédito somou R$ 101,473 bilhões, com expansão de 20,2%. Incluindo avais e fianças e valores a receber de cartões de crédito, a carteira totalizou R$ 122,355 bilhões, com crescimento de 25,1%.

O índice de eficiência operacional acumulado de 12 meses foi de 42,1%, frente 44,1% do final de igual trimestre do ano anterior.

O banco encerrou o período com ativos totais de R$ 281,944 bilhões, mostrando evolução de 30,3% sobre março de 2006.