O Bradesco apresentou lucro líquido de R$ 1,602 bilhão no segundo trimestre do ano, com crescimento de 13,14% em relação ao resultado de R$ 1,416 bilhão do mesmo período de 2005. A rentabilidade anualizada sobre o patrimônio líquido ficou em 33 4%, abaixo dos 36,6% de igual intervalo do ano passado.

Considerando todo o primeiro semestre do ano, o Bradesco lucrou R$ 3,132 bilhões, o que significa expansão de 19,5% em relação ao ganho de R$ 2,621 bilhões do mesmo período de 2005. O retorno anualizado sobre o patrimônio foi de 31,3%.

As receitas de intermediação financeira somaram R$ 9,689 bilhões no segundo trimestre, com aumento de 36,10%. As despesas da intermediação subiram 71,15%, para R$ 4,729 bilhões, e o resultado bruto da intermediação aumentou 1,34%, para R$ 3,844 bilhões.

As receitas de prestação de serviços atingiram R$ 2,091 bilhões no segundo trimestre, com expansão de 18,82% em relação ao mesmo período de 2005. O resultado operacional do banco foi de R$ 2 090 bilhões, 2,61% inferior ao registrado pela instituição no segundo trimestre do ano passado.

No final de junho, o patrimônio líquido do Bradesco alcançou R$ 21,461 bilhões, com crescimento de 23% em relação ao mesmo mês de 2005. Todos os dados são consolidados.