A prática de boca-de-urna já rendeu para 33 pessoas um pouco de dor-de-cabeça. Elas foram presas e foram encaminhadas para o "cadeião", localizado na PUC-PR, no Prado Velho, anexo onde funciona o plantão da Justiça Eleitoral. Foram feitos termos cicunstanciados e as pessoas foram liberadas após uma audiência com o juiz eleitoral