Rio (AE) – O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) divulgou nota negando as afirmações feitas pelo deputado Roberto Jefferson sobre concessão de crédito de R$ 2,8 bilhões às Organizações Globo. Segundo o banco a empresa sequer chegou a pedir financiamento, embora, "como ocorre com todas as empresas radicadas no Brasil", tenha o direito de fazê-lo. O BNDES afirmou ainda que é a segunda vez que Jefferson "mente" sobre o assunto. Veja a íntegra abaixo:

"A propósito de declaração feita hoje, da tribuna da Câmara, pelo deputado Roberto Jefferson, o BNDES informa:

a) É absolutamente improcedente a afirmação de que o BNDES liberou crédito de R$ 2,8 bilhões para as Organizações Globo.

b) Embora, como ocorre com todas as empresas radicadas no Brasil, as Organizações Globo tenham o direito de pleitear créditos ao BNDES – que examinará o mérito e decidirá de acordo com as regras da instituição – tal pleito não ocorreu. Ou seja, as Organizações Globo não pediram e o BNDES não concedeu o alegado crédito.

c) O expediente a que se refere a "denúncia" do deputado (fantasioso não fosse) teria de submeter-se a várias etapas de análise pelos escalões técnicos do BNDES até a aprovação final pela diretoria. Nada disso aconteceu.

d) Não é a primeira vez que o deputado Roberto Jefferson mente sobre este mesmo assunto da tribuna da Câmara. E insiste na inverdade, apesar do cabal e oportuno desmentido do BNDES."