Rio – O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou a aprovação de oito operações de financiamento que envolvem créditos de US$ 11 milhões e de 6 milhões de euros (o equivalente a R$ 43 milhões) para apoio à exportação de equipamentos de geração de energia.

Segundo nota divulgada pelo BNDES, os financiamentos se destinam à indústria Voith Siemens Brasil – subsidiária da Voith Siemens Hydro Power Generation, que é uma associação em escala mundial entre os grupos alemães Voith e Siemen voltada para o segmento hidrelétrico.

As operações de crédito foram aprovadas com a intermediação financeira do banco HSBC, e as exportações visam os mercados da China, Itália, Turquia, Índia e Estados Unidos.

De acordo com o BNDES, a subsidiária brasileira está entre os principais fabricantes de equipamentos para geração hidráulica de eletricidade, sendo responsável pelo fornecimento de turbinas, além de outros equipamentos, para países da América Latina. A subsidiária brasileira, cujos equipamentos produzidos no país têm elevado índice de nacionalização – no caso das turbinas, geradores e seus componentes, é superior a 90% – tem atuado também como fornecedora da matriz alemã em projetos hidrelétricos implantados em diversos países, especialmente na Ásia, onde se concentram os maiores investimentos do setor.

Entre os principais projetos internacionais com participação da empresa, destacam-se o fornecimento de turbinas e geradores para as usinas de Três Gargantas, na China, que será a maior do mundo, e de Ghazi Barotha, no Paquistão. No Brasil, a empresa forneceu turbinas para a usina de Itaipu.

A planta industrial da Voith Siemens do Brasil tem hoje cerca de 600 funcionários, está instalada em São Paulo e os seus principais produtos são turbinas, geradores e sistemas de automação, além de bobinas, enrolamentos e pólos.