O coronel Nemésio Xavier de França Filho, comandante da Polícia Militar do Paraná, divulgou nesta segunda-feira (20), na reunião da operação ?Mãos Limpas?, o resultado de uma operação deflagrada em todo o Paraná no sábado (18) para apreender veículos irregulares. Ao todo, foram 213 veículos apreendidos e, destes, 107 foram motocicletas que circulavam com a documentação irregular.

?Na última reunião, o governador determinou que realizássemos as operações de apreensão de motos irregulares também em outras cidades além da capital, como Foz do Iguaçu e Londrina. Isto para que pudéssemos ter uma noção de como está a movimentação de motos irregulares em todo o Estado. Vamos continuar trabalhando para avaliarmos os resultados posteriormente?, explicou o coronel.

Na capital e Região Metropolitana, policiais do BPTran e do 17º Batalhão realizaram blitze no Alto da XV, Cajuru, em Araucária, Campo Largo, São José dos Pinhais, Colombo e Almirante Tamandaré, totalizando 480 abordagens. O resultado foram quatro prisões e 34 apreensões de veículos.

No interior, seis adolescentes foram apreendidos e duas pessoas foram presas. Foram abordados 4.638 veículos e, destes, 179 foram apreendidos, dentre os quais, 107 motocicletas irregulares. ?Existem criminosos que usam as motos porque é mais fácil para a fuga após um assalto. Temos notado especialmente a participação do carona nestes crimes e por isto estamos orientando os comandantes das áreas para ficarem atentos a estas motos com carona?, relatou o coronel.

As blitze no sábado (18) foram deflagradas nas regiões de Ponta Grossa, Jacarezinho, Pato Branco, Maringá, Londrina, Cascavel, Umuarama, Paranavaí, Paranaguá, Apucarana, Campo Mourão, Foz do Iguaçu, Rolândia, Guarapuava, Cornélio Procópio, União da Vitória e Lapa.

Assaltos ? Xavier disse que os policiais estão orientando associações de moradores, associações comerciais, Rotarys, entre outras organizações da comunidade e do comércio para que alertem a população sobre os assaltos com motos.

?As pessoas devem ficar atentas principalmente a motocicletas com uma pessoa na garupa. No trânsito eles quebram o vidro lateral do veículo e roubam a bolsa ou o que estiver dentro e fogem rapidamente. O ideal é que as pessoas não deixem objetos de valor em cima do banco, mas escondidos embaixo, para dificultar a ação dos bandidos?, alertou ele.