Abre e fecha nas casas de bingo do Paraná. A cena já virou costumeira desde abril do ano passado, quando a modalidade do jogo foi proibida no Estado. Hoje ela voltou a se repetir em Curitiba. Enquanto o Village Batel vai reabrir durante a noite, graças a uma liminar do juiz federal paranaense, Edgar Lippmann Júnior, do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região, o Kennedy Center Bingo, que havia reaberto na quinta-feira, embasado numa liminar concedida pela Justiça Federal do Mato Groso do Sul, foi fechado no final da tarde por policiais do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope).

O procurador-geral do Estado, Sérgio Botto de Lacerda, que está no Chile acompanhando um missão de empresários paranaenses, criticou a decisão TRF em autorizar a reabertura do Village. ?Essa decisão do juiz Lippmann foi abusiva e equivocada, pois contraria decisão do colegiado do tribunal, que anteriormente já havia negado recurso impetrado pelos bingos. Além disso, foi aplicada fora do prazo?, afirmou Lacerda.

O procurador foi taxativo ao comentar a reabertura do outro bingo. ?Essa liminar do Mato Grosso do Sul não vale no Paraná .? Botto comentou que o Estado vai tomar a devidas providências para fechar novamente os bingos, destacando que os eles não podem reabrir sem que o Estado seja notificado (leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná).