Foto por: Martin Bernetti

O técnico argentino do Chile, Marcelo Bielsa, afirmou nesta sexta-feira, após a derrota para a Espanha por 2 a 1 e a classificação para as oitavas de final da Copa, que sua seleção jogou de igual para igual até a expulsão (injusta) de Marco Estrada.

“Equilibramos a partida até a expulsão, até ali o jogo havia sido parelho”, disse Bielsa no estádio Loftus Versfeld de Pretoria, referindo-se à expulsão de Estrada por dois cartões amarelos.

“Os primeiros 40 minutos foram equilibrados em posse de bola, a partir dali a partida foi outra”, disse Bielsa, para quem houve um conformismo instintivo com o resultado, que convinha às duas seleções.

“A Espanha sentiu que conseguiria a vitória e nós, instintivamente, sentimos que classificar era o principal objetivo”, afirmou.

“Hoje enfrentamos um rival com capacidades criativas importantes, ainda que com outro estilo, mais baseado no coletivo que no desequilíbrio individual. Tivemos um exercício de aprendizagem”, acrescentou o treinador do Chile, cuja equipe, classificada em segundo lugar do Grupo H, enfrentará o Brasil nas oitavas de final.