O prefeito Beto Richa entregou na manhã deste sábado (02) o novo posto do Corpo de Bombeiros do Pilarzinho. Construído pela Prefeitura, a unidade atenderá aos 16 bairros da região Norte da capital, beneficiando cerca de 160 mil pessoas. O novo posto se chama "Tenente Coronel João Carlos Pinkner", em homenagem ao militar que dedicou a vida a instrução e fortalecimento da corporação.

A inauguração, que fez parte dos festejos do aniversário de Curitiba, teve a presença do vice-prefeito Luciano Ducci, do comandante do Corpo de Bombeiros, Coronel Mário Yoshio Wako; do comandante do 1º Grupamento do CB de Curitiba, tenente-coronel Claudinei Alves da Silva, e do secretário municipal da Defesa Social, Itamar dos Santos. Também participou a esposa do homenageado, Mariza Pinkner.

O prefeito lembrou que o novo posto é resultado de um trabalho integrado entre a Prefeitura, que construiu a sede e adquiriu os equipamentos, e o Governo do Estado, através do Corpo de Bombeiros. "A presença do CB na região vinha sendo muito reivindicada pela comunidade. Este novo posto representa a vontade expressa da integração entre o município e o Estado em favor dos cidadãos", afirmou o prefeito.

"Nossa função, como administradores públicos, é trabalhar para atender ao anseio de todos", declarou Richa, lembrando também a ação conjunta desenvolvida na Vila das Torres. O governo do Estado fez uma forte ação de segurança, enquanto que a Prefeitura intensificou sua presença com serviços para os cidadãos do local.

Modernidade

A unidade do Corpo de Bombeiros do Pilarzinho está localizada na rua Amauri Lange Silvério, esquina com a rua Jornalista Alípio Miranda. Vai atender aos moradores de Santa Felicidade, Cascatinha, São João, Mercês, Vista Alegre, Pilarzinho, São Francisco, Bom Retiro, Centro Cívico, São Lourenço, Taboão, Abranches, Barreirinha, Boa Vista, Ahú e Juvevê.

O comandante do CB, coronel Mário Wako, elogiou a obra. "A edificação é uma referência em modernidade e funcionalidade arquitetônica", disse ele. Com 272 metros quadrados, a construção, que custou à R$ 497 mil, seguiu modelo padronizado, a partir de orientação técnica do próprio Corpo de Bombeiros.

A unidade do Pilarzinho é a terceira entregue à comunidade, a partir do convênio firmado entre a Prefeitura e o Governo do Estado. O projeto prevê a descentralização dos postos do CB, com o objetivo de reduzir o tempo médio de respostas às chamadas emergenciais para cinco minutos, desde o acionamento até a chegada ao local. Esse tempo atende padrões internacionais indicados pela Organização das Nações Unidas (ONU).