O presidente do PT, Ricardo Berzoini, negou-se a dar detalhes sobre a reforma ministerial, durante um evento hoje em Araçatuba interior de São Paulo. Ele disse que "o assunto vem sendo discutido dentro do governo e no partido, mas a questão não será levada a público, por enquanto".

Berzoini desconversou quando foi indagado sobre nomes para o novo ministério do segundo mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Vamos voltar a falar de cana", disse ele na abertura da Feicana/Feibio 2007, evento sobre novidades tecnológicas para os setores sucroalcooleiro e de agroenergia. Berzoini se reuniu ontem com Lula para tratar das indicações do PT ao ministério, mas saiu sem falar com a imprensa.