O ministro do Trabalho, Ricardo Berzoini, afirmou hoje que a correção em 10% da tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física a partir de janeiro vai provocar um impacto de R$ 2 bilhões no Orçamento. De acordo com o ministro, o ministério da Fazenda e a Casa Civil vão definir de que forma a correção da tabela será apresentada ao Congresso Nacional para que comece a vigorar no início do ano.

Para o ministro, a correção é um passo importante porque evita "o processo de represamento da correção inflacionária, assegurando que a tabela mantenha coerência em relação aos seus objetivos". Ele lembrou que a última correção foi feita em 2001.