David Beckham já avisou: nesta Copa, a Inglaterra não teme nem o Brasil. Respeita e admira. Mas não teme. "Com os jogadores que o Brasil tem, é realmente difícil acreditar que alguém possa vencê-los. Mas com o time que hoje nós temos, é possível", diz o meia, que completa, justificando: "Vou completar 10 anos de seleção e nunca vi na Inglaterra um time tão forte como este que montamos para o Mundial".

Toda essa demonstração de autoconfiança foi dada após a vitória por 6 a 0 num amistoso contra a Jamaica, sábado, em Manchester. Beckham tem certeza que a Inglaterra está entre as favoritas para levar a Copa. Mas, para isso, ele sonha com uma revanche: a derrota por 2 a 1 para o Brasil, nas quartas-de-final da Copa de 2002, ainda está fresca em sua memória. "Nós adoraríamos cruzar novamente com eles", diz, ciente de que o encontro, desta vez, aconteceria na semifinal."Todo mundo aqui quer bater os melhores e os melhores hoje são os brasileiros".

No Real Madrid, o inglês é colega de equipe de Ronaldo, Robinho Roberto Carlos, Cicinho e Júlio Baptista. Desses, só o último não jogará a Copa. "Joguei com cinco brasileiros durante a temporada e posso afirmar que eles são tecnicamente os melhores do mundo".

Mas Beckham não é só elogios. Ele sabe qual pode ser o ponto fraco do Brasil. "Brasileiros gostam de brincar o tempo todo. Não sei se eles gostam de jogar contra um time como o da Inglaterra". Muito amigo de Ronaldo, Beckham diz que o futebol inglês também é admirado pelos colegas brasileiros. "Quando dou um passe no pé deles, eles dizem que é um passe tipicamente inglês. Isso mostra que eles nos respeitam", diz o camisa 7 do time de Sven-Goran Eriksson. "Quando acabo um treino (do Real Madrid) e sento para ver um jogo do Campeonato Inglês na TV, eles (os brasileiros) se sentam juntos para ver como se aplica um belo carrinho".

Capitão da Seleção Inglesa pela segundo Mundial consecutivo (está em seu terceiro), Beckham diz que já sonhou com o ato de levantar a Copa. Ele contou aos repórteres como se comportaria na hora de receber o objeto de desejo de todos no Mundial: "É claro que eu choraria. Isso já se passou com vários outros capitães. E eu sou uma pessoa muito emotiva".

Beckham e a Seleção Inglesa chegam nesta segunda-feira à Alemanha. O "English Team" treinará em Baden-Baden, cidade de 50 mil habitantes encravada na Floresta Negra e conhecida no País pela qualidade de suas termas – é, guardada as devidas proporções, uma espécie de "Águas de Lindóia" da Alemanha.