A Justiça espera encontrar os pais de um bebê loiro, de olhos azuis e de aproximadamente 8 meses de idade. O mistério começou no dia 5 de fevereiro, quando uma mulher levou o bebê, que estava com problemas respiratórios, ao Hospital São Paulo, na Vila Mariana, zona sul da capital paulista. No dia seguinte, a mulher, que havia apresentado documentos falsos, negou ser a mãe biológica da criança e desapareceu. O episódio veio a público na quarta, em reportagem no Jornal da Record.

O bebê, que atende pelo nome de Marcos, vive desde 23 de fevereiro num abrigo, à espera de que seus pais sejam encontrados. Um juiz determinou que o menino fosse para o abrigo assim que recebesse alta. Se a família não for encontrada, Marcos poderá ir para a fila de adoção. O caso foi registrado no 16º Distrito Policial e a Justiça foi avisada pelo diretoria do próprio Hospital São Paulo, no dia 7 de fevereiro.