As lideranças dos partidos da base aliada ao governo não indicarão ainda os membros para a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPMI) sobre corrupção nos Correios. As indicações só serão feitas após parecer da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) sobre requerimento do deputado João Leão (PL/BA) que pede o arquivamento da CPMI por ela não ter um objeto de investigação determinado.

A afirmação é do líder do PT no Senado, Deucídio Amaral (MS), após reunião com o líder do governo na casa, Aloizio Mercadante (PT-SP). "É preciso q se tenha uma posição clara sobre o objeto de investigação da CPMI", afirmou hoje Deucídio.

Ele acrescentou que o requerimento para a CPMI, da forma como está, abre um leque muito grande de investigações. Deucídio disse ainda q todas as decisões a respeito da atuação da base governista na CPMI será tomada de comum acordo com as lideranças da Câmara e Senado.