O piloto brasileiro Rubens Barrichello, da equipe Honda, comentou em entrevista à revista alemã Auto Bild que Felipe Massa sofre muita pressão da Ferrari e que ele deve ajudar o alemão Michael Schumacher a conquistar o título se quiser continuar na escuderia italiana.

"A equipe (Ferrari) me dizia exatamente o que eu deveria falar nas entrevistas coletivas. Sentia muita pressão. Tudo o que tenho a comentar é que Massa tem um trabalho muito duro e deve ajudar o alemão a conquistar o título se quiser ter algum futuro", explicou o brasileiro, que passou seis temporadas na escuderia italiana.

Rubinho também contou que o ambiente na Honda é mais tranqüilo e que ele poderia fazer modificações em seu carro, coisa que não acontecia na Ferrari. Sobre a aposentadoria, o piloto explicou, em nota divulgada no seu site, que ainda não tem previsão de quando encerrará a carreira.

Hoje, as escuderias começaram os preparativos para o Grande Prêmio da Alemanha, a 12ª prova da temporada, que será realizada neste domingo no Circuito de Hockenheim. Rubinho é o oitavo colocado na classificação geral, com 16 pontos. Já Felipe Massa é o quinto, com 42. O líder é o espanhol Fernando Alonso, da Renault, que tem 96.