O técnico Frank Rijkaard resolveu não correr riscos e deixou Ronaldinho Gaúcho fora da lista de convocados para a partida de hoje contra o Levante, fora de casa, pelo Campeonato Espanhol. O brasileiro ficará descansando para entrar com força total na partida de terça-feira contra o Werder Bremen, pela Liga dos Campeões, quando só a vitória colocará o Barcelona nas oitavas-de-final.

Ronaldinho é o artilheiro do Campeonato Espanhol com dez gols e o Barça é o líder isolado com 29 pontos, um a mais que o Sevilla e três à frente do Real Madrid.

A boa notícia para a diretoria do Barcelona é que no máximo até março Ronaldinho terá a cidadania espanhola. Com isso, deixará de ocupar vaga de extracomunitário (sem nacionalidade de um país que faça parte da União Européia). A novidade também é boa para os clubes que sonham em contratá-lo, como Milan e Chelsea. Mas a direção do Barça está empenhada em acertar o quanto antes a prorrogação de seu contrato até 2014 – o que está em vigor vai até 2010.

Ontem, o lateral-esquerdo Silvinho prorrogou seu contrato por mais uma temporada – venceria em junho de 2007 e agora irá até junho de 2008. "Estou orgulhoso pela confiança que recebi dos dirigentes e da comissão técnica e me sinto feliz por fazer parte do clube em um momento tão importante de sua história", disse o brasileiro, que terá 34 anos quando o contrato terminar.

Mas nem tudo é alegria e tranqüilidade no clube. O zagueiro francês Thuram deixou claro que não está satisfeito com a condição de reserva – a dupla titular é formada por Puyol e pelo mexicano Rafa Marquez. "Não vim ao Barcelona para fazer turismo" afirmou.