São PauloTrês homens tentaram abordar a esposa do delegado-geral de São Paulo, Marco Antonio Desgaldo, quando ela saía da própria residência, na Rua Paracatu, no bairro da Saúde, na zona sul da cidade de São Paulo, por volta das 20 horas desta segunda-feira.

A escolta policial que a acompanha trocou tiros com os marginais e um deles foi baleado. Os demais fugiram.

As primeiras informações davam conta de que um assaltante teria sido internado no Hospital São Paulo, e o outro teria morrido no local, mas isso foi negado por policiais do 16º DP, de Vila Clementino.

Segundo os policiais, a identificação do criminoso baleado – que funcionários do hospital se negam a informar se sobreviveu aos ferimentos – só será possível dentro de duas horas, pelo menos, depois de analisadas suas impressões digitais.

Ainda não se sabe se ocorreu uma tentativa de assalto ou de seqüestro, ou mesmo se os criminosos pretendiam desafiar e desmoralizar a polícia paulista. Um forte esquema policial foi montado na região para localizar os dois fugitivos.