O Banco Central comunicou hoje ao mercado financeiro e bolsas de valores que os bens da empresa Procid Participações e Negócios S/A. estão "indisponíveis" a partir de hoje, e não podem ser usados em garantia de transações comerciais.

O comunicado – assinado pelo chefe do Departamento de Liquidações Extrajudiciais, José Irenaldo Leite de Ataíde – destaca que a empresa, com sede em São Paulo, consta dos registros do BC como controladora do Banco Santos, do qual detém 99% do capital votante.

Como é do conhecimento público, o BC decretou a liquidação extrajudicial do Banco Santos na última sexta-feira (dia 13), e desde então está sob intervenção da autoridade monetária.