A bancada aliada ao governo decidiu mudar o projeto que proíbe o plantio, transporte e comercialização de produtos transgênicos no Estado para garantir sua aprovação em plenário. O acordo feito hoje durante reunião entre o líder do governo, Angelo Vanhoni (PT), e os líderes dos partidos aliados e prevê a inclusão de um substitutivo liberando a passagem do produto pelo território do Paraná e fixando um prazo de validade – até 2006 – para a lei que vier a ser aprovada pelos deputados estaduais.

O líder do governo disse que já conversou com o governador Roberto Requião (PMDB), que manifestou apoio à mudança. O projeto deve retornar ao plenário para a votação em segunda discussão na próxima terça-feira. Se houver a reunião da Comissão de Constituição e Justiça marcada para amanhã – é possível que seja cancelada por causa do velório e enterro do deputado José Carlos Martinez – as emendas receberão parecer para a votação da próxima terça-feira.

Requião recebeu ontem, no Palácio Iguaçu, um abaixo-assinado em apoio à sua posição de proibir a produção e comercialização de produtos transgênicos no Estado. Conforme a assessoria do governador, o documento foi assinado por 435 integrantes da Jornada Paranaense de Agroecologia, que junta o Fórum das Organizações dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais do Centro-Sul do Paraná e a Assessoria e Serviços a Projetos em Agricultura Alternativa (AS-PTA). (Leia mais na edição de amanhã de O Estado do Paraná)