O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) fechou mais um balanço da operação que fiscaliza o transporte intermunicipal de passageiros em rodovias do Paraná. Os dados, referentes ao mês de abril, mostram o resultado de blitz realizadas em postos da polícia rodoviária federal e estadual em diversas partes do Estado. Durante as ações conjuntas entre 40 fiscais do DER e policiais foram realizadas 435 abordagens, 80 autuações e quatro apreensões.

Os números mostram uma queda em relação aos do relatório do mês anterior. Em março, foram 134 autuações. De acordo com o secretário dos Transportes, Waldyr Pugliesi, o número de veículos irregulares e clandestinos, proporcionalmente, diminui a cada novo levantamento. “Este é o resultado de nossas operações constantes no sentido de inibir essa prática de transporte nociva aos usuários e demais motoristas que utilizam as rodovias paranaenses”, afirma.

A maior parte das apreensões, de acordo com os dados, ocorre devido à falta de autorização de operação pelo DER. É o chamado transporte clandestino. Empresas autorizadas pelo órgão têm seus veículos inspecionados, garantindo a segurança nas viagens e a observação de normas gerais de uso. “A insistência das empresas clandestinas mostra a falta de preocupação dos passageiros, que não se conscientizam dos perigos que correm contratando serviços não regulamentados”, alerta o diretor-geral do DER, RogérioTizzot.