Após o sucesso da primeira edição, no ano passado, o calendário “Clássicos de Curitiba” volta em versão 2014, com novas beldades motorizadas estampando os 12 meses do ano. A iniciativa foi criada por um grupo de 13 amigos adeptos do antigomobilismo, cada qual com um veículo ilustrando a folhinha exceto um, que não possui um clássico, mas foi o autor das fotos. A “Confraria”, como se denominam, é capitaneada pelo empresário Carlos Grocoske e se reúne todas as quintas-feiras para “gasolinar”, como ele define o bate-papo sobre veículos do passado. São 1.500 exemplares do calendário, o mesmo número de 2013, que se espalhou por 241 cidades, sendo 18 no exterior. A distribuição é gratuita e os interessados entrem em contato pelo e-mail classi cosdecuritiba@gmail.com.

Janeiro – Chevrolet Corvette 1960

O roadster pertence ao médico Luiz Ernesto Wendler, 57 anos. Carrega um motor V8 283, de 253 cv, associado a um câmbio automático de 3 marchas. Destaca-se pelo refinamento e conforto, comuns nos modelos deste período. Marco Antonio Fransolin Peres

Fevereiro – Rolls Royce Corniche 1981

A versão Drop Head Coupé pertence ao advogado Rafael de Castilho, 40 anos. O carro possui um bloco V8 e câmbio automático de 3 marchas. Curiosamente a marca não informava a potência, apenas dizia ser suficiente para o carro.

Março – Chevrolet Roadster 1923

A relíquia de dois lugares e rodas com aro de madeira do médico Luiz Grocoske, 75 anos, é o mais antiga desta edição. Vem equipada com propulsor de 21 cv e transmissão de 3 marchas. Alcança 40 km/h de velocidade máxima.

Abril – Chevrolet Impala 1961

O exemplar do advogado Luiz Fernando Carneiro Bettega, 37 anos, é a versão Sport Coupé, da terceira geração do topo da linha do Bel Air. Seu bloco V8 283 desenvolve 182 cv. O câmbio é automático.

Maio – Mercedes-Benz 290 1938

Esta luxuosa e confortável Mercedes é da coleção do empresário Constantino Fredolin Bäumle, 68 anos. Com design imponente, o motor seis cilindros gera 65 cv. A transmissão é manual de 3 velocidades.

Junho – Ford V8 De Luxe Coupe 1940

O exótico cupê da Ford é de propriedade do médico Francisco Luiz Grocoske, 45 anos. O motor V8 rende 85 cv, um desempenho instigante para a sua época. Ele está acoplado a uma relação de 3 marchas.

Julho – Opel 1.8 C Kabriolet 1932

Foi o primeiro modelo fabricado com a Opel já sob domínio da General Motors. O carro é do empresário Aramis de Macedo Secundino, 68 anos. Debaixo do capô, um bloco seis cilindros de 32 cv, associado a um câmbio de 3 marchas.

Agosto – Ford Mustang GT 1968

A modelo fastback (cupê com caimento acentuado do teto traseiro) é de propriedade do empresário Luiz Fernando S. Bettega, 73 anos. O puro sangue é impulsionado por um V8 302, de 284 cv, no modo manual de 4 velocidades.

Setembro – MG TD 1952

O clássico esportivo britânico pertence ao empresário Carlos Gregoske, 74 anos. O bloco de 950 cc tem 4 cilindros e está acoplado a um câmbio mecânico de 3 marchas. O modelo ,1952 serviu de inspiração para o surgimento do MP Lafer brasileiro.

Outubro – Morgan 4/4 1950

O modelo inglês 4/4 (quatro rodas e quatro cilindros) é o mais bem-sucedido carro em todos os tempos, sendo produzido até hoje após 77 anos. O exemplar da engenheira civil Beatriz Mulinari Pinheiro Machado, 46 anos, tem bloco 2.1 de 68 cv.

Novembro – Mercury Coupé 1949

O empresário Antônio Kowalski, 68 anos, brindou o calendário com um conversível V8 (3 marchas) bastante conhecido nos encontros de antigomobilismo. A Mercury, controlada pela Ford, era sinônimo de carros imponentes na época.

Dezembro – Mercedes-Benz 280 SL 1983

O carro mais novo do calendário é dirigido pelo empresário Toni Grocoske, 44 anos, filho de Carlos Grocoske. O conversível é empurrado por um motor seis cilindros 2.8, de 182 cv, associado a um câmbio automático.