Pouca coisa mudou no estilo
do Uno no decorrer destes anos.

Surgido no Brasil há quase 20 anos, o Fiat Uno é o exemplo vivo de que um modelo pode resistir a todo tipo de crises e ainda se manter entre os mais vendidos. A princípio, os compradores brasileiros não se agradaram de pronto do novo modelo. Algumas chacotas foram feitas na época e o carro chegou a ser comparado ao “design” de uma “botinha ortopédica”, daquelas utilizadas para a correção de deficiências nos pés.

Mas esta situação durou pouco tempo, uma vez que o desenho ousado, o desempenho, a economia e o grande espaço interno conquistaram de vez o consumidor, transformando o Uno em um campeão de vendas no País. O Fiat Uno surgiu com motorização 1.3 e 1.5 litro, evoluindo para o modelo Mille (motor 1.0 litro) e 1.6 litro, inclusive com a versão Turbo. Hoje, o Mille Fire 1.0 é um dos modelos mais econômicos e baratos disponíveis no mercado nacional, qualidades que garantem sua longevidade de produção e boa aceitação dos consumidores de modelos populares.

Pouca coisa mudou no estilo do Uno no decorrer destes anos e, agora, o Mille Fire é o modelo mais antigo produzido pela Fiat no Brasil.

O carro não é nenhum primor em termos de equipamentos e tecnologia de ponta, já que é despojado, como convém a um modelo popular. Desta forma o Mille Fire oferece outras qualidades atraentes para um modelo desse segmento, principalmente a relação custo/benefício.

O “design” já não possui a mesma ousadia de 20 anos, mas o Mille ainda mantém certa distinção entre os modelos mais modernos, embora o espaço interno para cinco passageiros seja um dos melhores para um veículo deste segmento. O acabamento não faz feio e o painel dianteiro, com relevo próprio para acomodar pequenos objetos, agrada os consumidores. Bem que o carro poderia ter porta-objetos nas portas, o que é de grande utilidade e de baixo custo. Compacto, o Mille oferece razoável conforto interno, boa posição de dirigir e excelente visibilidade.

O preço da versão básica do veículo (pouco mais de R$ 15 mil) o torna extremamente atraente. Já com equipamentos opcionais o custo se torna equivalente ao dos demais concorrentes. Atualmente, o Mille Fire vem equipado somente com o propulsor 1.0 8V, que é bem ágil, silencioso e bastante econômico. Pelo jeito, o modelo Uno dará ainda muitas alegrias a Fiat, pois nada indica que o veículo esteja em final de carreira, pelo contrário.