O piloto curitibano Rogério Melani (Adega Brasil/Energético Nitrix/Akustiko Bar), não teve sorte na segunda etapa do Campeonato Paranaense de Velocidade na Terra 2011, na categoria Fórmula Tubular “I”. O representante da equipe Rancho Brasil Motorsport quebrou na primeira bateria e ficou em sexto lugar na segunda prova, realizada no fim de semana (9 e 10/4), no Autódromo de São José dos Pinhais.

         Logo no treino classificatório, realizado no sábado (9/4), Rogério Melani sentiu que seu fórmula não estava com o mesmo rendimento da primeira etapa, conquistando apenas a quinta posição do grid, em sua categoria, com o tempo de 59s999.

         Dada a largada para a primeira bateria Rigério Melani manteve a quinta posição da prova e passou a brigar pela terceira e quarta posições. Mas o motor do seu fórmula foi perdendo rendimento e Rogério diminuiu o ritmo para não estourar de vez, ficando na 12.ª posição. Na segunda bateria, com o motor reformulado Rogério Melani até tentou uma reação, mas seu carro não tinha forças o suficiente. A vitória foi de Rogério de Paula, seguido de Thiago de Oliveira, Cláudio Harmuch, Amauri Soares, Rafael Schuhli e Rogério Melani.

“Nessa etapa meu motor me deixou sem condições de brigar por melhores posições. Como eu comprei o carro na semana da primeira etapa, não tínhamos nem motor reserva. Agora, vamos aproveitar o intervalo das etapas e montar dois novos motores, para continuarmos na briga pelo título máximo da Fórmula Tubular “I”. Temos quase 40 dias para trabalhar”, avaliou Rogério Melani (Rancho Brasil/Akustiko Bar/Adega Brasil).

– Classificação –

         Com duas etapas realizadas e quatro baterias disputadas, a classificação da categoria Fórmula Tubular “I” é a seguinte: 1.º) Cláudio Harmuch, 32 pontos; 2.º) Amauri Jesus Soares, 28; 3.º) Rogério Melani, 27; 4.º) Rafael Schuhli, 26; 5.º) Alisson Marçal, 25; e 6.º) Rogério de Paula, 22. A terceira etapa do Campeonato Paranaense de Velocidade na Terra está marcada para os dias 21 e 22 de maio, em Telêmaco Borba.