Marcelo Campagnolo, segundo colocado na categoria CTI.

Mais uma boa corrida no Autódromo Internacional de Curitiba (AIC), durante a sexta etapa do Show Cars Racing Team, Metropolitano de Marcas, neste domingo (19/8). A categoria é organizada pelo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Automobilístico (IBDA), conta com o patrocínio da BR Petrobras, JK Pneus (Bridgestone), Gasflex e Lovato. Apoio do Instituto Lico Kaesemodel, Fundação Willian & Renan, Autódromo Internacional de Curitiba (AIC), Isotta, Shopping Total, Versacomm, CVB Turismo, Fuel Tech. E parceria da Radio Mix FM 92,9 Curitiba, Trovão Auto Parts e Tuning, Jornal Inabalada, Razzle, Peugeot Le Lac/Le Parc e Só Ingressos.com.

Durante os treinos classificatórios, realizados no sábado (18/8), os três primeiros por categoria foram: Categoria CTI (para carros com injeção eletrônica): 1) Sanito Cruz Jr. (PR), 1min42s390; 2) André Massuh (DF), 1min42s553; 3) Samir Guimarães (SC), 1min42s604. Categoria CTA (para carros carburados): 1) Pierre Sabbagh (SC), 1min44s118; 2) Felipe Gusso (PR), 1min44s666; 3) Beto Cazuni/Jan Marchiorato (PR), 1min44s771. Categoria CTN (para carros carburados fora de linha): 1) Franklin Trupel (SC), 1min 45s385; 2) Marcos Braatz (SC), 1min47s482; 3) Rodrigo Gonçalves/João Classe (SC), 1min48s812.

1.ª Bateria

Dada a largada para os 40 minutos de prova mais duas voltas, Sanito Cruz Jr. (PR) teve dificuldades para manter a ponta da corrida, seguido de perto por André Massuh (DF) e Samir Guimarães (SC). No segundo pelotão, bons pegas entre os pilotos Marcelo Sarot, Sharbel El Hajjar, Guto Passos, Marcos Ramos e James Ramos. Na terceira e na 16.ª volta, acidentes entre carros em posições intermediárias forçaram a entrada do Safety Car para a retirada dos veículos acidentados, mas sem maiores conseqüências com os pilotos. Ao fim de 22 voltas, a vitória do brasiliense André Massuh, que completou a prova no tempo de 44min01s565, seguido de Sharbel El Hajjar (PR), a 1s270, Sanito Cruz Jr. (PR), a 4h276, Luiz Ferreira (PR), a 5s124, Toninho Espolador (PR), a 5s344, e, em sexto lugar, Marcelo Campagnolo (PR), a 5s916. A melhor volta da prova foi de André Massuh, na 20.ª passagem, com o tempo de 1min41s819, à média de 130,64 km/h.

2.ª Bateria

Roberto Baú/Luis Ferreira CTI.

Na segunda bateria, a ordem de largada é o grid final da corrida anterior invertido entre os dez primeiros colocados. Sendo assim, a primeira fila estava composta por Samir Guimarães e Pierre Sabbagh. Dada a largada, as disputas foram boas por posições em toda a pista. Só que mais uma vez a corrida foi interrompida duas vezes pelo Safety Car, para a retirada de carros acidentados que estavam em posição perigosa. Ao fim de 23 voltas, a vitória foi de Guto Passos (SC), com tempo de prova de 44min57s989, seguido de Marcelo Campagnolo (PR), a 2s362, Beto Baú (PR), a 4s099, Sharbel El Hajjar (PR), a 4s859, Toninho Espolador (PR), a 6s002, e em sexto lugar Sanito Cruz Jr. (PR), a 10s018. Guto Passos marcou a volta mais rápida da prova, na 15.ª passagem, com o tempo de 1min42s310, a média de 130,02 km/h.

Resultado final

Franklin Trupel, categoria CTN.

Somados os pontos das duas baterias disputadas, a classificação final por categoria foi a seguinte: CTI: 1.º) Sharbel El Hajjar (PR), 65 pontos; 2.º) Marcelo Campagnolo (PR), 57; 3.º) Guto Passos (SC), 56; 4.º) Luiz Ferreira/Beto Baú (PR), 56; 5.º) Sanito Cruz Jr. (PR), 56; e em 6.º) Toninho Espolador (PR), 49.

CTA: 1.º) Pierre Sabbagh (SC), 80; 2.º) Felipe Gusso (PR), 66; 3.º) Beto Cazuni/Jan Marchiorato (PR), 53; 4.º) Paulo Giublin (PR), 48; 5.º) J. Zeni/A. da Silva (PR), 48; e em 6.º) Rodrigo/Carlos Tassi (PR), 45.

CTN: 1.º) Franklin Trupel (SC), 80; 2.º) Marcos Braatz (SC), 61; 3.º) José Dantas Neto (PR), 57; 4.º) Rodrigo Gonçalves/João Classe (SC), 53; 5.º) Fernando Valandro (PR), 47; e em 6.º) Jorge Jr./K. Oliveira (PR), com 25 pontos ganhos. A sétima e próxima etapa está marcada para os dias 13 e 14 de outubro, no Autódromo Internacional de Curitiba (AIC).