ja83a.jpgA Scania entregará, até setembro, 46 ônibus urbanos para Curitiba, em sua mais expressiva negociação com os empresários de transporte coletivo da cidade. O valor total da venda dos chassis supera R$ 9 milhões e faz parte da primeira grande renovação da frota local após um período de cinco anos.

O lote de 46 veículos é composto por 42 unidades do modelo Scania K 230, com tração 4×2, destinadas à alimentação das linhas trocais. Três veículos K 310 articulados, de 18,15 metros de comprimento, e um K 270, com 15 metros de comprimento e terceiro eixo direcional, todos para circulação em corredores exclusivos, completam a renovação curitibana.

"Historicamente, Curitiba era um mercado cativo, do qual não participávamos. Chegamos num momento bem oportuno, de renovação da frota local, com condições extremamente competitivas de provar tanto aos usuários quanto aos empresários as vantagens operacionais de nossos produtos e serviços nesta cidade que é referência mundial no transporte urbano de passageiros", comenta Wilson Pereira, gerente executivo de Vendas de Ônibus da Scania no Brasil.

Os novos veículos foram adquiridos pelas empresas de transporte coletivo Campo Largo, Redentor, Santo Antônio e Tamandaré. Entre as principais características desses chassis, destaca-se a suspensão pneumática integral, a caixa de mudanças automática e o freio auxiliar hidráulico.

Durante o ano passado, a Scania realizou testes com seus veículos urbanos em diversas cidades brasileiras, entre elas Curitiba e São Paulo (SP). A ação marcava a introdução da nova linha de ônibus urbanos da montadora, baseada exclusivamente em veículos com motor traseiro e suspensão a ar, diferenciais para o maior conforto do passageiro.

Hoje, todos os veículos são designados pela letra "K", com opção de piso baixo ou normal, rebaixamento da altura para embarque e desembarque dos passageiros e motorização de 9 litros, com potências de 230, 270 e 310 cavalos.