enkontra.com
Fechar busca

Automóveis

Renovado direito de dirigir de curitibano centenário

Laurindo Soares, de 101 anos, renovou no início do mês a sua carteira de habilitação

  • Por Com G1 Paraná, João Carlos Fadino

Passando com tranquilidade pelo exame de aptidão física e mental, o curitibano Laurindo Soares de Gouvea, de 101 anos de idade, renovou no início do mês a sua carteira nacional de habilitação até 2015. Aposentado da Rede Ferroviária Federal (RFFSA), Gouvea é habilitado desde 1963, quando pode comprar seu primeiro carro, e nunca recebeu uma multa, segundo o Detran do Paraná.

Sua paixão pelo volante foi alimentada pela sua falecida esposa, que adorava viajar. Hoje, viúvo, Gouvea não sente mais vontade de pegar a estrada. Com cinco filhos, dez netos e seis bisnetos, ele recebe todo o incentivo necessário para continuar aproveitando o prazer do volante pelas ruas de Curitiba. Contudo, a pedido dos familiares, ele só dirige nos fins de semana e nos horários de menor movimento, já que mora numa região com bastante trânsito.

De acordo com informações do G1 Paraná, Gouvea nasceu em Clevelândia, mas se mudou para União da Vitória onde, aos 15 anos, começou a trabalhar na Rede Viação Paraná Santa Catarina (que faria parte tempos depois da Rede Ferroviária Federal RFFSA). De lá só sairia ao se aposentar 40 anos depois. Ele conta que muitas pessoas não queriam que ele saísse, mas ele preferiu dar chance aos mais jovens.

Uma coisa é certa: muitas pessoas mais jovens não possuem o ânimo e a lucidez do aposentado. Não deixa de votar em todas as eleições e vai à academia duas vezes por semana. “Se eu puder, quero dirigir até os meus 150 anos. Eu estou pedindo a Deus que me dê muitos anos ainda. Tenho saúde e condições física e mental para dirigir”, orgulha-se o aposentado.

Levantamento

O Detran do Paraná divulgou um levantamento apontando que 4,7% dos condutores paranaenses têm mais de 65 anos, percentual que deve aumentar nos próximos anos. “Com o aumento da expectativa e da qualidade de vida teremos mais motoristas experientes circulando. Vale lembrar que não existe uma idade limite que obrigue o motorista a parar de dirigir”, explica o diretor-geral do Detran, Marcos Traad.

Lembrando que para renovar a CNH é preciso passar por um exame de aptidão física e mental em uma clínica autorizada e ser considerado apto por um médico. A única diferença é o tempo de validade da habilitação, que ao invés de cinco anos cai para três anos ou menos, conforme o parecer do médico responsável pelo exame.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas