A Renault anunciou para a imprensa especializada, durante a abertura do Salão do Automóvel de Madri, Espanha (no último dia 20), que irá produzir o Modus e que o modelo deverá chegar ao mercado europeu em outubro.

Segundo a montadora francesa, o Modus, apresentado como “concept” no Salão de Genebra, é o primeiro Renault a ser produzido sobre a plataforma desenvolvida em conjunto com a Nissan, para o segmento “B”. Trata-se de um “hatchback” de teto elevado.

A versão apresentada agora é bem parecida com o “concept car” exposto no estande da marca no Salão de Genebra. Entre os destaques estão o teto solar duplo, de grandes dimensões, com comando manual ou elétrico; faróis direcionais, que iluminam as curvas; freios antitravamento (ABS) Bosch de última geração, 8.0; e seis bolsas infláveis.

Conta com um “design” bem interessante do conjunto ótico, uma porta do porta-malas que pode ser aberta na sua totalidade ou só metade, e ainda, como opcional, um sistema que permite o transporte de bicicletas.

A versatilidade do interior é outro destaque dessa nova minivan, que tem bancos traseiros deslizantes, dobráveis e removíveis. Além disso, há também a tampa do porta-malas bipartida. A parte de baixo é basculante, abrindo em um ângulo de 52º. Para levar até duas bicicletas de adulto, a marca francesa incluiu um suporte especial (Velofix), facilmente montado com ajuda de parafusos e garfos. Quando não está sendo usado, pode ser guardado no porta-malas sem alterar a posição dos bancos.

Outro equipamento interessante fica por conta dos faróis, que além de se moverem nas curvas para iluminar melhor o caminho, também têm a altura do facho alterada conforme a velocidade do carro. Até 30 km/h mantêm-se mais baixos e acima disso voltam à posição normal para evitar ofuscamento.

No interior, todas as luzes de alerta foram substituídas por mensagens escritas em um “display”, localizado no centro do console, de modo que todos os ocupantes podem ter acesso às informações.

O novo Renault será oferecido com três opções de motores a gasolina, todos de 16 válvulas: 1.2 de 75 cavalos de potência máxima, 1.4 de 98 cv e 1.6 de 113 cv. O propulsor Diesel disponível é o 1.5 dCi com 65 e 80 cv de potência. Todos eles podem ser associados à transmissão automática de cinco velocidades.

De acordo com a Renault, o Modus (que tem 90% das peças recicláveis), será produzido na fábrica espanhola de Valladolid , onde foi feito um investimento de 300 milhões de euros para essa finalidade.