Aproveitando a XXII edição do Congresso Fenabrave, encerrado no sábado passado no Pavilhão Azul do Expo Center Norte, em São Paulo, a Audi promoveu a estreia do R8 GT Spyder, que chega ao Brasil custando “apenas” R$ 1,2 milhão. Considerado o conversível mais veloz da marca, o carro teve apenas 333 unidades produzidas, sendo que apenas duas serão vendidas no mercado brasileiro.

Inspirado nas pistas de corrida, o R8 GT Spyder vem equipado com um motor V10 5.2 litros TFSI que desenvolve 560 cv a 8.000 rpm. O bólido acelera de 0 a 100 km/h em 3,8 segundos e chega a uma velocidade máxima de 317 km/h. Acoplado ao propulsor uma transmissão R-Tronic de seis relações automatizado com troca automática ou mesmo manual, por meio de borboletas – no volante ou alavanca de câmbio. O carro ainda possui controle de saída e tração integral Quattro.

Para garantir ainda mais o desempenho, o veículo ficou 100 kg mais leve que a versão convencional. Por fora os acabamentos das soleiras das portas, compartimento do motor, o sideblade e os espelhos retrovisores são em fibra de carbono. As rodas são de 19 polegadas e tem o design em “Y” com cinco raios duplos. Na traseira, lanternas com led R8 GT garantem design exclusivo. Destaque ainda para o aerofólio traseiro fixo e o difusor em carbono fosco, inspirados no automobilismo.

No interior os bancos são esportivos e opcionalmente podem ser do tipo concha de corrida. O acabamento tem costura contrastante e estofamento em couro, com duas opções de combinações de cores para os assentos: preto e vermelho e preto com cinza titânio. Além disso, os assentos dianteiros são aquecíveis e com regulagem elétrica, inclusive, para o apoio lombar. O sistema de entretenimento do superesportivo inclui o Audi Music Interface, Radio Concert e sistema de som Bang & Olufsen, com Bluetooth e microfones espalhados pela cabine, para que o motorista possa efetuar ligações sem pegar o celular.

* A jornalista viajou a convite da Fenabrave.