Quando o assunto é customização de modelos da Mercedes-Benz, as preparadoras alemãs Hamman-Motorsport e Brabus travam um verdadeiro duelo.

Durante o Salão do Automóvel de Genebra (Suíça), em março último, a Brabus revelou o G V12 S Biturbo, uma versão exclusiva do jipe Classe G com um desempenho de deixar muito esportivo com inveja.

Destacam-se entre os vários atributos deste utilitário o poderoso motor 6.3 litros V12 de 710 cv e 112 kgfm de torque. Com ele o Brabus G é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 4.3 segundos e alcançar 240 km/h.

Passados três meses, chegou a vez de a Hamann mostrar a sua interpretação do modelo. Batizado com o nome Typhoon – ou tufão, em inglês – o projeto da preparadora fundada pelo ex-piloto Richard Hamann se destaca pelo acabamento estético. A começar pela carroceria, toda pintada de branco.

A tonalidade branca e insertos pretos na parte externa do carro garantem uma aparência retrô ao jipão. E o pacote de modificações da Hamann inclui capas dos espelhos retrovisores externos de fibra de carbono, mesmo material usado nas maçanetas das portas, nos difusores de ar e na ampla grade frontal.

“Spoiler” dianteiro, faróis com diodos emissores de luz, luzes diurnas, “spoiler” traseiro com difusor acoplado ao pára-choques fazem parte das novidades. Completam o visual, sistema de escapamento esportivo, rodas de 24 polegadas com pneus de perfil baixo com faixa branca, além de aerofólio montado na parte posterior da capota.

Seu interior é decorado com revestimentos de couro preto e veludo vermelho nos bancos e no teto. O volante e o console central também trazem insertos de fibra de carbono.

Os pedais são de alumínio. O painel e as alavancas de câmbio e do freio de estacionamento, por sua vez, exibem costuras também em vermelho. Em termos de preparação do motor, o Typhoon é mais manso que o concorrente.

Equipado com um “kit” Hamann 600, o motor de 5.5 litros é capaz de entregar 608 cv de potência graças à reconfiguração da central de gerenciamento do bloco. O torque é de 80 kgfm -cerca de 30 kgfm a menos que o do Brabus. Mesmo assim, o tufão vai de 0 (zero) a 100 km/h em 5,1 segundos atingindo 261 km/h.

Isso deixa para trás o Porsche 911, que leva 5,6s para atingir 100 km/h a partir da imobilidade. Resta saber se os donos dessa versão do Classe G têm coragem de encarar uma trilha de terra. Afinal essa é a proposta do jipão original da M-Benz.