Celta começou a ser
produzido no Brasil em 2000.

A General Motors do Brasil produziu na última quarta-feira (17/9), no Complexo Industrial de Gravataí, no Rio Grande do Sul, o Chevrolet Celta número 300 mil, na cor prata, de duas portas, equipado com todos os opcionais disponíveis e motor 1.0 VHC (Very High Compression).

A marca foi alcançada durante as atividades do segundo turno da fábrica e comemorada por funcionários da linha de montagem, ao lado de Roberto Tinoco, diretor-geral do complexo de Gravataí e de Paulino Varela, diretor de produção. Um dos lançamentos mais bem sucedidos da GM do Brasil em seus quase 79 anos de atividades no País, o Celta começou a ser produzido em julho de 2000, em um dos mais modernos complexos industriais automotivos do mundo.

A principal característica é o trabalho integrado com dezessete sistemistas (dezesseis localizados junto à fábrica da GM e um em Porto Alegre). A GM mantém em Gravataí um dos complexos industriais de maior produtividade do mundo, sendo capaz de fabricar um carro a cada dois minutos. Lançado no mercado brasileiro em setembro de 2000, o Celta tem se destacado como o preferido pelos consumidores dos carros de pequeno porte.

O Celta atingiu a marca de 100 mil unidades produzidas em 29 de outubro de 2001 e, um ano depois, em 18 de outubro de 2002, a de 200 mil unidades. Agora, onze meses depois, o Celta chegou à unidade 300 mil. A expectativa é alcançar a marca de 500 mil unidades antes do término dos próximos dois anos. O Celta também foi o pioneiro no mercado brasileiro na área de comércio eletrônico, tornando-se o modelo mais vendido do mundo pela internet, lembra a GM do Brasil.

Lançado inicialmente com motor de 60 cv de potência, o Celta recebeu, em julho de 2002, o novo motor VHC, com potência de 70 cavalos, além de uma versão de quatro portas. Em agosto último, foi lançada a versão equipada com motor 1.4, de 85 cv de potência.