ja633.jpgExibido ao público brasileiro durante o último Salão do Automóvel de São Paulo, o Ford Escape Híbrido 2005, foi eleito o "Utilitário do Ano 2005" na América do Norte, somando mais um título à sua coleção de prêmios. A homenagem, concedida por um júri de 50 jornalistas dos Estados Unidos e do Canadá, foi entregue durante as apresentações especiais para a imprensa no Salão Internacional de Detroit, aberto para o público no último dia 15.

O veículo funciona com um sistema combinado de dois motores, a gasolina e elétrico, e foi destacado como o utilitário mais limpo e econômico da categoria. Além de rodar de 13 a 15 km com um litro de combustível, o Ford Escape Híbrido produz 97% menos emissões que os veículos certificados pela legislação ambiental atual, de acordo com a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos. E soma a essas qualidades a capacidade de trafegar em todo tipo de terreno, com resistência e conforto. Ele é o primeiro veículo híbrido elétrico com espaço interno para transportar

cinco passageiros e sua bagagem, mantendo as características que tornaram o Ford Escape o utilitário esportivo compacto mais vendido da América.

Por ser um híbrido completo, o Ford Escape Híbrido pode rodar tanto com o motor a gasolina como com o

motor elétrico, dependendo das condições de trânsito. Ele é programado para usar exclusivamente o modo elétrico em baixas velocidades, sem a necessidade de acionar o motor à combustão enquanto houver energia suficiente em sua bateria. O sistema incorpora uma engenhosa tecnologia de frenagem regenerativa que recupera e armazena a energia gerada nos freios.

Desde o seu lançamento no segundo semestre de 2004 o Ford Escape Híbrido vêm tendo vendas crescentes. Elas já atingiram 4.000 unidades e centenas de consumidores estão inscritos nas listas de espera para adquirir o produto. Este ano, a Ford planeja produzir 20.000 unidades do modelo e estuda junto aos fornecedores a possibilidade de aumentar seus volumes futuros.

A Ford também está demonstrando no Salão de Detroit o Focus movido a célula de combustível, modelo que atualmente se encontra em rodagem experimental nos Estados Unidos e no Canadá e começa, a partir de fevereiro, a equipar frotas dos dois países, além da Alemanha.