O Ford Escape Hybrid 2005, veículo híbrido com sistema de tração que combina motor a gasolina e elétrico, estabeleceu novo recorde de economia de combustível e nível de emissões. Ele rodou 927 quilômetros por 37 horas ininterruptas no trânsito pesado do centro de Nova York, nos Estados Unidos, com um único tanque de gasolina, tornando-se o primeiro utilitário esportivo do mundo a atingir a média de 16,1 km/l.

A prova, chamada “Manhattan com um Tanque de Gasolina”, foi realizada durante as piores horas de trânsito da cidade, incluindo o “rush” da manhã e da tarde. Diversas celebridades, como o ator Kevin Bacon, foram convidadas a dirigir o carro em trechos curtos do desafio.

O resultado superou as expectativas iniciais, de rodar pelo menos 800 quilômetros no trânsito da cidade. “O Escape Hybrid provou ser o utilitário esportivo mais limpo e econômico do planeta”, comemorou Mary Ann Wright, diretora do Programa de Veículos Híbridos da Ford nos Estados Unidos.

Com dimensões similares à do EcoSport, o Ford Escape é o utilitário esportivo compacto mais vendido da América. Sua versão Hybrid 2005 será lançada ainda este ano no mercado norte-americano trazendo como vantagens, além da economia de combustível e nível reduzido de emissões, a flexibilidade de uso, resistência e espaço interno. É o primeiro veículo híbrido elétrico que acomoda confortavelmente cinco adultos mais bagagem.

Recuperação de energia

O Ford Escape Hybrid combina um motor a gasolina de quatro cilindros com um propulsor elétrico e seu desempenho é similar ao do Escape V6. Ao contrário do motor convencional, que queima combustível e produz emissões enquanto está parado no farol vermelho ou no trânsito, o motor do Escape Hybrid se desliga nessas situações. Quando o trânsito anda, seu motogerador de 70 kW move o veículo usando energia elétrica.

Se necessário, o sistema aciona novamente o motor a gasolina, em menos de 400 milissegundos e de modo suave, sem as emissões produzidas na partida pelo motor convencional. O veículo também recupera energia no anda-e-pára, por meio de um sistema regenerador que aproveita as frenagens para recarregar sua bateria. Na verdade, ele é tão benéfico ao meio ambiente quanto um veículo totalmente elétrico.