A família Classe E, da Mercedes-Benz, no mercado desde 1947, chega agora à sua nona geração. A partir desta semana já devem estar nas concessionárias da marca os sedãs E 250 Turbo Avantgarde e E 350 Avantgarde. O carro chega com novo desenho do capô e para-choques, faróis e lanternas Full Led, mais eficientes e econômicas, e estrela integrada na grade.

Por dentro, o sedã ganhou novo painel de instrumentos, um charmoso relógio analógico e novas saídas de ar. No visual, as versões apresentam algumas diferenças. A E 250 tem acabamento em alumínio no interior e bancos em couro sintético. A E 350 traz detalhes em madeira, bancos em couro natural e sistema de entretenimento traseiro com duas telas e fones individuais. A versão de entrada vem com rodas de liga leve de 17 polegadas e na E 350 as rodas são de 18 polegadas.

O motor da E 250 é um quatro cilindros turbo 2 litros que gera 211 cavalos a 5.500 rpm. Os 7 cv a mais em relação à geração anterior proporcionam 5% a mais de potência, lembra Dirlei Dias, gerente sênior de Vendas e Marketing Automóveis da Mercedes-Benz. Já o V6 3.5 litros do E 350 oferece 306 cv a 6.500 rpm. O sedã Classe E é equipado com transmissão 7G Tronic Plus e suspensão Agility Control, com regulagem automática ao piso.

A Mercedes-Benz estipulou em R$ 229.900 o preço da E 250 e a E 350 sai por R$ 284.900. De série, o sedã tem o sistema Eco Start/Stop, que desliga o motor nas paradas, ar-condicionado digital, Attention Assist (que “acorda” o motorista caso ele dê sinais de cansaço), bancos, espelhos e coluna de direção com controles elétricos e memória, GPS, seis airbags e o sistema Active Parking Assist, que estaciona o carro em vagas paralelas e perpendiculares. O sistema também executa a manobra de saída (só das vagas paralelas) desde que o carro tenha sido estacionado de forma automática.

Família

A gama da Classe E da Mercedes-Benz será ampliada ainda este mês. No final de julho chegam às concessionárias o E 250 Turbo Coupé e o E 350 Cabrio. A versão coupé, de duas portas e quatro lugares, tem teto panorâmico e será oferecida por R$ 239.900.

Os consumidores do E 350 Cabrio poderão optar pela capota de couro em quatro cores diferentes: preto, marrom, azul e vermelho. Essa versão oferece, ainda, aquecimento dos bancos e o sistema Airscarf (bancos dianteiros com saída de ar na nuca). O preço do Cabrio é R$ 299.900.
O E 250 Turbo Coupé e o E 350 Cabrio têm, ainda, um visual mais esportivo. Por isso, os faróis e lanternas são mais finos e alongados. Essas versões da família Classe E são destinadas a um grupo menor de consumidores. Dirlei Dias, gerente sênior de Vendas e Marketing Automóveis da Mercedes-Benz, conta que a montadora estima que eles respondam por 20% das vendas. Outros 30% das unidades comercializadas devem ser do sedã E 350 e 50% do sedã E 250.

Segundo Dias, a expectativa da Mercedes-Benz é chegar ao fim deste ano com 450 unidades do Classe E vendidas em todo o país.

Em 2014 visto que a nova família, este ano, chegou apenas no início do segundo semestre a aposta é vender o dobro.

Superesportivo

E para agosto é esperada a chegada da versão superesportiva E 63 AMG, com motor V8 biturbo de 557 cavalos, tração permanente nas quatro rodas e design exclusivo. O modelo vai de 0 a 100 km/h em 4 segundos, segundo a montadora. O preço ainda não foi divulgado. A versão antiga custava US$ 235 mil.

* A jornalista viajou a convite da Mercedes-Benz.

Malagrine Estúdio