enkontra.com
Fechar busca

Automóveis

Carros brasileiros passam em teste de segurança

  • Por Renyere Trovão

Após avaliar quase 40 veículos novos em três anos, finalmente a Latin NCAP classificou um carro fabricado e/ou vendido no Brasil com cinco estrelas em seu teste de impacto e segurança. E foram três a receber a nota máxima no quesito de proteção aos adultos: os Ford Ecosport e Focus hatch e o Volkswagen Jetta, modelos globais e comercializados com o mesmo conteúdo de mercados mais exigentes, como Europa e EUA.

Outros dois modelos também passaram pelo crivo do Programa de Avaliação de Carros Novos da América Latina e ganharam quatro estrelas: o Hyundai HB20S e o Chevrolet Malibu.

A notícia é boa, mas deixa claro que dirigir um carro mais seguro tem seu preço. O EcoSport avaliado continha airbag duplo, freios com ABS, controles emergenciais de frenagem, de tração, de estabilidade e de auxílio em rampa, acendimento automático de luzes de emergência e ganchos Isofix para cadeirinha, além de aviso de cintos de segurança desafivelados.

Divulgação

Tal pacote é encontrado a partir da versão FreeStyle 1.6, que tem preço tabelado em R$ 61.500 o utilitário compacto começa em R$ 55.690 (S 1.6). Já o Focus entrega o mesmo nível de equipamentos por R$ 66.990 na versão S 1.6 Powershift o hatch começa em R$ 60.990 (S 1.6), enquanto o Jetta é vendido por R$ 69.990 (2.0 Flex).

O mais barato dos avaliados foi o HB20S, testado na versão 1.6 Comfort Style, que está tabelada em R$ 47.095. O carro parte de R$ 38.995, no 1.0 Comfort.

Considerando também os veículos mais bem colocados das fases anteriores, ou seja, carros com máximo de quatro estrelas, o valor mais baixo encontrado é R$ 35.690, pelo compacto Toyota Etios 1.3 X. Há ainda outros dois exemplares “mais acessível”: Ford New Fiesta S 1.5 (R$ 39.890) e VW Polo hatch (R$ 48.110). Os demais integram o grupo acima de R$ de 50 mil: Honda City LX 1.5 (R$ 60.450), Chevrolet Cruze LT 1.8 (R$ 62.900), Renault Fluence Dynamique 2.0 (R$ 62.699) e Toyota Corolla 2.0 XEi (R$ 75.620).

Evolução

Segundo o engenheiro Alejandro Furas, diretor técnico do Global NCAP, Ecosport, Focus e Jetta conquistaram cinco estrelas porque suas montadoras também autorizaram a realização de crash test lateral, no qual os veículos apresentaram performance adequada antes era avaliada apenas a colisão frontal, além do nível de deformação da carroceria e a presença de dispositivos de segurança. “A boa proteção vista nos três modelos comprova que as fábricas locais podem produzir carros cinco estrelas. Esperamos estimular a melhoria do nível de segurança oferecida aos consumidores”, declara.

O engenheiro ressalta que a indústria local tem o que comemorar, porém ainda precisa fazer carros compactos com ótimo habitáculo, bom nível de segurança e preços que caibam no bolso. Vale lembrar que nas fases anteriores modelos mais em conta foram submetidos ao crash test e não passaram de três estrelas, alguns, inclusive, “zeraram”, como o Renault Clio e Chevrolet Agile.

Para ele, carregar o automóvel com dispositivos auxiliares de segurança caso dos airbags, que será obrigatório a partir de 2014 não é o bastante. “Os airbags são fundamentais, mas junto com os cintos de segurança. Nada disso, porém, será útil se a integridade estrutural da cabine não for suficiente”, salientou Furas.

Ele acrescenta ainda que além de maiores danos no acidente em si, uma estrutura ruim dificulta o resgate dos ocupantes, pois demanda ferramentas mais pesadas e tempo maior de ação dos bombeiros.

Na avaliação do transporte de crianças, Focus e Jetta pontuaram melhor, com quatro estrelas. Ecosport e HB20S ficaram com três. Malibu, com apenas uma.

Cinto

Os testes do Latin NCAP são feitos em modelos vendidos não só no mercado brasileiro, como também no restante da América do Sul, além da América Central, Caribe e México. Daí a explicação pela presença do novo Malibu, que ainda não foi lançado por aqui há unidades em algumas concessionárias, mas apenas para exibição.

A avaliação feita no sedã mostra que pagar caro não é sinônimo de segurança máxima: o Malibu falhou em obter cinco estrelas, tanto para proteção de adulto quanto de criança, mesmo tendo dez airbags e de ser o único entre os testados a oferecer sistema de detecção do uso da cadeirinha no banco da frente, o qual anula o uso do airbag.

Mas o carro não tem avisos de que há algum cinto de segurança desafivelado (novo critério a valer estrela no NCAP latino), os lembretes do uso do cinto e da cadeirinha estão fora do padrão e seu manual recomenda que o motorista use apenas os cintos de segurança para afivelar a cadeirinha, apesar de contar com ganchos do tipo Isofix, forma mais segura de prendê-las.

“O Malibu conta com sistema Isofix, porém, não estava instalado conforme os protocolos do Latin NCAP, não podendo ser usados durante o teste”, informou a entidade.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas