Fotos: João Carlos (Tatão)
Grid com 47 carros.

O piloto curitibano Aragão Branco venceu no domingo (18/6), a quarta etapa da Copa Turismo GNV 2006, realizada no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais. A corrida contou com 47 participantes e foi organizada pelo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Automobilístico (IBDA) e patrocínio da Lovato, Tecnigás, JK Pneus e Orange.

Durante o treino classificatório, que definiu o grid de largada, a pole position da Copa Turismo GNV foi conquistada pela dupla Fabrício Lançoni/Marcelo Sarot, com tempo de 1m46s830, seguido de Aragão Branco, 1m46s850, e Jorge Wagenfuhr Jr, 1m47s367. E na Light, a pole foi do catarinense Guto Passos, com 1m46s913, seguido do conterrâneo Jader Tomazi, 1m47s460, e, do paranaense Charles Macedo, 1m47s496.

Dada a largada para a primeira bateria, Fabrício Lançoni manteve a "ponta", mas passou a travar bom duelo com Andrey Tomazi, Anderson Silva, Aragão Branco, Jorge Wagenfuhr Jr e Max Mohr pela liderança da corrida. A corrida foi interrompida uma vez por causa de acidente, onde foi preciso a entrada do "carro madrinha" para diminuir a velocidade dos carros, facilitando a retirada dos veículos acidentados. Ao fim de 13 voltas, a vitória foi de Anderson Silva (SC), com tempo de 26m19s732, seguido de Aragão Branco (PR), a 0s359, Andrey Tomazi (SC), a 06s671, Jader Tomazi (SC), a 07s421, Charles Macedo (PR), a 07s654, e em sexto lugar, Jorge Wagenfuhr Jr (PR), a 08s932. A volta mais rápida da prova foi de Aragão Branco, na 11.ª passagem, com o tempo de 1min46s671, à média de 124,70 km/h.

Sanito Cruz Jr. lidera
a Copa Turismo GNV.

Por força do regulamento, o grid de largada da segunda bateria, foi invertido do 1.º ao 10º colocado. Com isso, o paranaense Fábio Ebrahim largou na frente, ao lado do conterrâneo Beto Baú. Depois de vários "pegas" pela liderança e por posições intermediárias, novamente a prova foi interrompida por um acidente, e, o "carro madrinha" entrou na pista, acompanhando os pilotos até a bandeirada final. Ao fim de 13 voltas, a vitória foi de Aragão Branco (PR), com tempo de prova de 30m01s299, seguido de Anderson da Silva (SC), à 0s454, Beto Baú (PR), a 0s836, Andrey Tomazi (SC), a 01s126, Geraldo Sermann (PR), a 01s577, e em sexto lugar, Marlon Watanabe (PR), a 02s457. Anderson Silva marcou a volta mais rápida da prova, na 6.ª passagem, com o tempo de 1min46s631, à média de 124,75 km/h.

Somados os pontos das duas baterias disputadas, a classificação final foi a seguinte: Copa Turismo GNV: 1.º) Aragão Branco (PR), 55 pontos; 2.º) Anderson da Silva (SC), 55; 3.º) Andrey Tomazi (SC), 42; 4.º) Luiz Ferreira/Beto Baú (PR), 40; 5) Geraldo Sermann (PR), 38; e em 6.º) Fábio Ebrahim (PR), 35.

Paranaense GNV: 1.º) Aragão Branco (PR), 60; 2.º) Andrey Tomazi (SC), 50; 3.º) Fábio Ebrahim (PR), 42; 4.º) Max Mohr (SC), 38; 5.º) Sanito Cruz Jr (PR), 36; e em 6.º) Giovanni Cilia (PR), 36.

GNV Light: 1.º) Amauri Lisboa Jr/Marlon Watanabe (PR), 52; 2.º) Marco Sarot (PR), 45; 3.º) Felipe Costa (PR), 39; 4.º) Gualter Falcão/ Sharbel (SC), 38; 5.º) Samir Guimarães Silva (PR), 38; e em 6.º) Charles Macedo (PR), com 37 pontos ganhos. A próxima etapa da GNV acontece nos dias 22 e 23 de julho no AIC.