blindagem290306.jpgQuando o assunto é rock and roll, nada combina mais com Curitiba do que a banda Blindagem, precursora do ritmo na capital. Há 28 anos, o grupo formado por cinco "forasteiros" se encontrou entre acordes de guitarras e não parou mais. "Hoje somos conhecidos como os dinossauros do rock", brinca Paulo Teixeira, baixista da banda. Com a mesma formação há quase trinta anos – a banda é composta pelo vocalista Ivo Rodrigues, os guitarristas Alberto "Beto" Rodriguez e Paulo Teixeira (Paulinho) e o baterista Rubén "Pato" Romero. Os holofotes do eixo Rio-São Paulo não chegaram a seduzir a turma. "Adotamos Curitiba como nossa casa. Começamos aqui e aqui criamos nossa identidade. Nos sentimos criadores da cultura de música ao vivo nos bares", diz Beto, nascido em Assunção.

Apesar das raízes, o Blindagem fez nome no cenário nacional. "Nos anos 70 eram 20 bandas em todo o Brasil que tocavam rock. Tinha espaço para todos. Mas sempre enfatizamos nossa ligação com Curitiba", diz Paulinho. O grupo chegou a experimentar viver em São Paulo e no Rio de Janeiro, mas voltou para casa, como se um ímã os puxasse de volta. "O sucesso absoluto é relativo. O que vale é nos sentirmos realizados onde estamos. A qualidade de vida de Curitiba não se compara a outro lugar", completa Paulinho.

A lamentar, a turma só tem o fato de hoje em dia os curitibanos, em geral, não serem adeptos às composições próprias das bandas locais. "Sempre nos pedem músicas de grupos que estouraram mundialmente", diz Beto. Porém os "tiozões" não se abalam e estão dispostos a dar uma força para a nova geração de roqueiros. Através do programa de variedades Blindagem e Companhia, exibido no canal 5 da Net e 72 da TVA, eles dão dicas quentes sobre o mercado fonográfico local.