Continua embolada a busca pela classificação às semifinais do Campeonato Paranaense. Na penúltima rodada da segunda fase do estadual, Rio Branco e Atlético não passaram do zero a zero, na tarde deste domingo (8), na cidade de Paranaguá. O resultado mantém o Atlético na liderança do Grupo 1, com 8 pontos. O Rio Branco segue na terceira colocação, com 6 pontos.

Jogando com o apoio de sua torcida, com o Caranguejão lotado, o Leão da Estradinha tratou de pressionar o Furacão desde os primeiros instantes de bola rolando. O time comandado pelo técnico Saulo de Freitas teve a primeira chance de tirar o zero do placar aos 5 minutos de jogo. O atacante Lucio Flávio avançou pelo meio e arriscou de fora da área. Cléber salvou o Atlético.

Com o Rubro-Negro apático no ataque na primeira etapa, o Rio Branco esteve à vontade para atacar incondicionalmente a meta atleticana. Aos 38 minutos, o time da casa teve mais uma oportunidade clara de sair na frente no marcador. Lucio Flávio recebeu de Mini na área e mandou pra fora. Lucio Flábio ainda levou perigo ao gol de Cléber aos 40 minutos. O atacante mandou uma bomba à direita da meta de Cléber.

No segundo tempo, o Furacão chegou a equilibrar o jogo. Entretanto, o Rio Branco continuava mais ofensivo, porém, sem precisão nas finalizações. O Atlético chegou perto de marcar com Denis Marques. Depois de um cruzamento de Jancarlos, o avante escorou de cabeça, mas o zagueiro salvou em cima da linha.

Com o jogo equilibrado, o Leão passou a insistir nas jogadas de bola parada.

Aos 17 minutos, Massaro fez bela jogada e tocou pra Ratinho, que mandou pra fora. Aos 20 minutos, o Atlético respondeu com Michel. O lateral, que acabara de entrar em campo, recebeu de Nei, dominou e bateu forte pela linha de fundo. Os 22, foi a vez de Cristhian mandar de cabeça pra fora.

No final, precisando da vitória para continuar vivo na briga por uma vaga nas semi-finais da competição, o Rio Branco passou a exercer pressão na área rubro-negra, usando a bola parada como principal arma. Aos 40 minutos, cobrando falta, Massaro exigiu uma difícil defesa de Cléber. Na seqüência, escanteio para o Leão, Serjão desviou de cabeça mas ninguém apareceu para concluir.

A pressão parananguara continuou e aos 47 Massaro cobrou e Nei desviou pela linha de fundo. Na seqüência, novo escanteio, bola na área do Atlético e Cristian aliviou o perigo. No último lance, Biro ainda mandou de fora da área e Cléber fez a defesa.

O Atlético segue na ponta, precisando apenas de um empate contra o Cianorte para assegurar a primeira colocação no Grupo 1. Já o Rio Branco precisa vencer o Paranavaí fora de casa para seguir adiante na competição.