Florianópolis (AE) – O Atlético Mineiro conquistou uma vitória heróica nesta quinta-feira sobre o Figueirense, em Florianópolis, por 1 a 0, mas continua na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro da Série A. Em crise, o Figueirense voltou a tropeçar nos seus próprios erros e acumulou a 11.ª derrota na competição, com o mesmo número de pontos (19) que o adversário da noite.

A derrota veio a ampliar a crise no Figueirense que não soube aproveitar o fator casa, a vantagem de atuar todo o segundo tempo com um jogador a mais, além de ter desperdiçado um pênalti. Já o Atlético caracterizou-se pela determinação e valentia ao conter o forte ímpeto do desesperado time catarinense.

Sufocados pela necessidade de sair da zona de rebaixamento, Figueirense e Atlético sustentaram dificuldades na articulação de jogadas no primeiro tempo, com ligeiro domínio da equipe mineira. Com posse de bola, o Atlético mostrou consciência na criação até abrir vantagem na bola parada. Aos 17 Catanha subiu para escorar para o fundo da rede um escanteio.

O Figueirense, então, despertou. Aos 22, o lateral Michel Bastos levantou a torcida ao cobrar uma falta quase perfeita. Edmundo também marcou aos 26, mas teve o gol anulado pelo auxiliar Rogério Rolim, que viu falta do atacante no goleiro Bruno. O Figueirense criou boas jogadas no restante do período, mas pecou pela ansiedade nas finalizações.

A vantagem numérica – Fábio Baiano foi expulso no início do segundo tempo – animou o Figueirense que desperdiçou o empate aos oito, em cobrança de pênalti de Michel Bastos que o goleiro Bruno defendeu. Sob pressão, o time mineiro se fechou na defesa, arriscando-se nos contra-ataques com Marques e Catanha se revezando nas investidas. A blitz catarinense contra a defesa mineira foi constante, mas a eficiência defensiva atleticana foi fundamental para segurar o resultado.

Mérito para o goleiro Bruno, substituto de Danrlei, que com personalidade e defesas brilhantes foi um dos melhores do time mineiro na partida.


FICHA TÉCNICA

FIGUEIRENSE 0 X 1 ATLÉTICO MINEIRO

GOL – Catanha aos 17 minutos do primeiro tempo.

FIGUEIRENSE – Edson Bastos; Marquinhos Paraná; Bebeto, Cleber e Michel Bastos; Axel (Paulo Sérgio), Carlos Alberto (Sérgio Manoel), Bilu e Fernandes (Adriano); Edmundo e Alexandre. Técnico: Adilson Batista.

ATLÉTICO MINEIRO – Bruno; Lima, Cáceres e Leandro Castan; George (Henrique), Zé Antônio, Walker, Fábio Baiano e Rubens Cardoso; Marques e Catanha (Luiz Mário). Técnico: Marco Aurélio.