A escapada do Atlético da zona de rebaixamento promete ser sofrida. Hoje, em Florianópolis, o rubro-negro apresentou um rendimento melhor do que nas últimas rodadas, atuando ao menos com raça, mas acabou empatando com o Figueirense em 3 a 3, no Orlando Scarpelli, em Florianópolis.

O empate deixou o Furacão numa situação crítica na tabela de classificação. Com o resultado desta 18ª rodada ?penúltima do primeiro turno-, o Atlético chegou aos 18 pontos e permanece na zona de rebaixamento, na 18ª posição ao lado do Botafogo. O Figueirense, apesar do segundo empate consecutivo, chegou aos 27 pontos e se manteve na sétima colocação do Campeonato Brasileiro.

O Jogo

Figueirense e Atlético fizeram uma partida eletrizante em Florianópolis. Foram 90 minutos cheios de alternativas, com o time paranaense abrindo o placar da partida. Depois de passar por dois sustos, em jogadas perigosas do ataque do Figueirense, o Atlético respondeu com um belo gol de Marcelo Silva. A jogada começou com o colombiano Ferreira pela direita. O meia cruzou na medida na área, e Marcelo Silva tocou de primeira no canto direito do goleiro Andrei. Apesar de estar melhor em campo, o Furacão acabou se complicando com falhas individuais de marcação. O Figueirense passou a controlar as ações e aos 26 minutos o meia Cícero, livre, saltou sozinho em um escanteio para empurrar para o fundo do gol.

Após o gol de empate, o Figueira passou definitivamente a dominar o jogo. Boas oportunidades foram desperdiçadas pelos avantes Cícero e Schwenk. Desajeitado em campo, o Atlético tomou um duro golpe no fim do primeiro tempo. Aos 43 minutos, numa falha do zagueiro César, que não conseguiu cortar um chute cruzado de Cícero, a bola sobrou limpa para Soares balançar as redes. Era a virada do Figueira.

No Segunda etapa, o Furacão voltou mais organizado e disposto a empatar a partida. E não demorou. Logo aos 3 minutos, Dennis Marques numa arrancada incrível, driblou a marcação e tocou na saída do goleiro Andrei. A partir daí, o jogo ganhou em movimentação, mas outra vez o Atlético não conseguiu segurar o empate por muito tempo. Já aos cinco minutos, novamente Cícero invadiu a área pela ponta-esquerda e cruzou na medida para Soares marcar o terceiro gol alvinegro.

O jogo só voltou a ficar agitado no final e os personagens do gol de empate atleticano foram atletas que entraram no segundo tempo. Aos 43 minutos, Michel deu um lindo lançamento para Marcos Aurélio. Ele dominou na área e bateu na saída de Andrei. Nos minutos finais, o Figueirense fez uma pressão na zaga rubro-negra, mas os defensores, neste instante do jogo, mostraram raça e seguraram o empate.

As duas equipes fecham sua classificação no primeiro turno do Campeonato Brasileiro no meio de semana. Na quarta, o Atlético recebe a Ponte Preta, na Arena da Baixada. Quinta-feira é dia de Vasco e Figueirense, em São Januário.