Especialistas em finanças dos Estados Unidos e da Coréia do Norte reuniram-se nesta terça-feira (19) em Pequim para debater a campanha americana para isolar Pyongyang do sistema financeiro internacional. As sanções econômicas impostas por Washington motivaram um boicote que paralisou por mais de um ano as negociações em torno do programa nuclear bélico norte-coreano.

A reunião ocorreu às margens das negociações multilaterais, retomadas ontem em Pequim e que hoje entraram em seu segundo dia concentradas na implementação de uma promessa de desarmamento feita no ano passado pela Coréia do Norte. Delegados norte-coreanos e americanos também realizaram sua primeira reunião bilateral da rodada de negociações, informou o centro de imprensa organizado pelo governo chinês para o evento.

Sob condição de anonimato, um diplomata japonês comentou que "a atmosfera não está muito pesada". Ainda segundo ele, os dois países expuseram suas posições. As negociações multilaterais envolvem China, Estados Unidos, Japão e Rússia, além das Coréias do Norte e do Sul.