A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), por meio de nota, lamentou o episódio envolvendo o jornal norte-americano The New York Times e o governo brasileiro, desde a publicação da matéria até a reação do Palácio do Planalto. “Se por um lado, a referida matéria caracteriza-se pelo descabimento e a falta de fundamentação, por outro a expulsão do jornalista que a assina parece resultar de uma decisão a um só tempo açodada e equivocada, dando ao episódio uma dimensão exagerada e mais prejudicial à imagem do país no cenário internacional”, diz a nota.

A AMB considera que por mais tendencioso e inapropriado que tenha sido o jornalista americano, nada justifica a atitude do Governo. “Os magistrados brasileiros condenam o mau jornalismo, mas mesmo este não deve justificar o cerceamento da liberdade de expressão, pilar de toda a sociedade democrática e livre”, afirma. A AMB observa que o Brasil possui instituições e ordenamento jurídico que poderiam ser buscadas para devida reparação para qualquer excesso cometido.