Alunos e professores de escolas públicas estaduais estão decorando o muro do depósito do Detran, na Avenida Vítor Ferreira do Amaral, com pinturas. A temática escolhida é a da preservação da biodiversidade, assunto das discussões da COP 8 ? Conferência da ONU sobre Biodiversidade, que acontece na Expotrade, em Pinhais. A avenida dá acesso ao local onde ocorre o evento.

O trabalho artístico dos alunos da rede pública estadual de ensino pode ser admirado em toda a extensão do muro, num total de 600 metros. Lá, diversas escolas apresentam suas preocupações e sugestões para com o meio ambiente, por meio da criatividade e empenho de professores de Educação Artística e seus alunos.

A iniciativa da Secretaria de Estado da Educação visa envolver os estudantes, na prática, no contexto da preservação da natureza, tratado pela Secretaria como tema social contemporâneo, assim como estimular debates descentralizados e permanentes.

A professora Teodósia Ramires Roja, do Colégio Nossa Sra. de Fátima de Curitiba, desenvolveu com seus alunos um trabalho artístico inspirado numa crítica ao poder econômico. ?Enquanto os homens estão simplesmente discutindo e não houver alguém com pulso firme para resolver o problema da biodiversidade, tudo vai ralo abaixo. Hoje, em nome do dinheiro, se desmata, os animais são desabrigados, a água fica cada vez mais escassa, o homem é diretamente afetado, e tudo isso tem que parar de ser justificado em nome dos interesses econômicos ?, disse.

O aluno João Marcelo Silva, do Colégio Semiramis Barros Braga, juntou-se aos colegas para uma pintura sobre a biodiversidade brasileira, representando desde rãs da Amazônia, que segundo ele são utilizadas para pesquisas de laboratório, até os pássaros raros e em extinção. ?Pena que o principal poluidor do mundo não participa de uma conferência como essa que está acontecendo aqui?, lamentou, criticando a ausência dos Estados Unidos na Conferência.