Termina hoje (21) o prazo para envio ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento de propostas à consulta pública do Plano Nacional de Controle e Prevenção da Doença de Newcastle e Prevenção de Influenza Aviária. O plano vai definir as ações preventivas a serem desenvolvidas em todo o país em relação a essas doenças.

Para evitar o aparecimento da gripe aviária no território nacional, o governo federal está monitorando nove rotas de aves migratórias. O trabalho está sendo realizado nos estados do Rio Grande do Sul, Paraná, Mato Grosso do Sul, Bahia, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Maranhão, Pará e Amapá, a partir de um trabalho conjunto realizado pelo Ministério da Agricultura, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e universidades.

Como hospedeiras naturais do vírus da doença, essas aves são consideradas o principal fator de difusão, embora não apresentem sintomas de contágio. Como ação complementar, o ministério também está disponibilizado às superintendências federais de Agricultura em todos os estados os dados coletados por meio do geo-referenciamento das granjas.