Com o objetivo de denunciar o estado dos atingidos por barragens e o atual modelo energético, o MAB (Movimento dos Atingidos por Barragens) está realizando várias ações no Brasil. As mobilizações, que contam com apoio da Comissão Pastoral da Terra (CPT), fazem parte da jornada nacional que marca a passagem do 14 de março, dia internacional de luta contra as barragens.

Ontem, duas barragens foram ocupadas (Barragem de Manso-MT e Barragem de Tucuruí-PA), e manifestações foram realizadas em Belo Horizonte, Tocantins e na BR-158 (Rio Grande do Sul). Centenas de agricultores e agricultoras atingidos por barragens bloquearam estradas federais em vários pontos do país.