O ministro do Esporte, Agnelo Queiroz, disse nesta quarta-feira (19) que 2005 será o ano do esporte na escola. Segundo ele, uma série de medidas vai ser adotada em todo o país dentro do objetivo do governo de fazer do esporte uma política de Estado, pela sua importância como inclusão social, além do aspecto econômico. 

Agnelo Queiroz informou que nos próximos dias será anunciado o cronograma de jogos escolares e universitários para este ano e que estão sendo formadas ligas universitárias em todas as modalidades esportivas. O ministério, de acordo com Agnelo, quer abrir nos fins de semana as escolas que tenham quadras esportivas. O objetivo do projeto Esporte Educacional é treinar profissionais de educação física para a formação de atletas como cidadãos de bem e a descoberta de talentos.

O esporte é responsável por 1,5% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional e constitui uma prioridade entre as políticas de governo. O ministro lembrou que 70% da população vivem de forma sedentária e por isso é importante a prática do esporte. Segundo ele, o sedentarismo é um mal tão preocupante quanto o tabagismo, a diabete, a hipertensão ou o alcoolismo. Agnelo citou estudo das Nações Unidas que mostra que para cada dólar investido em saúde, lucra-se US$ 2,5 como resultado da prevenção.

O Ministério do Esporte terá um perfil de todas as condições para a prática do esporte nos estados e municípios visando identificar os locais onde há mais necessidade de apoio. Pesquisa do ministério será completada pelo censo que está sendo feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em todos os 5.560 municípios. Isso servirá de base para a elaboração de um atlas sobre a prática esportiva no país.