A Agência Nacional do Petróleo (ANP) quer aumentar a oferta de gás natural e petróleo leve no País. Esse será o foco da Oitava Rodada de Licitações de Blocos Exploratórios, a ser realizada pela entidade nos dias 28 e 29 de novembro, no Rio de Janeiro. Segundo nota divulgada hoje, a ANP ofertará 284 blocos em 14 setores de sete bacia sedimentares: Barreirinhas, Espírito Santo Pará-Maranhão, Pelotas, Santos, Sergipe-Alagoas e Tucano Sul. No total, serão oferecidos cerca de 101 mil quilômetros quadrados em áreas para exploração de petróleo.

Segundo a nota, a Oitava Rodada mantém o modelo adotado anteriormente com três tipos de atratividade: blocos em setores de elevado potencial, de novas fronteiras e em bacias maduras. Serão ofertados 35 blocos marítimos de elevado potencial em cinco setores das bacias de Espírito Santo e Santos, áreas de interesse para grandes e médios investidores.

A Oitava Rodada incluirá 153 blocos em setores considerados como novas fronteiras marítimas. O objetivo, nessas áreas, é possibilitar o surgimento de novas zonas de produção nas bacias de Barreirinhas, Espírito Santo, Pará-Maranhão, Pelotas, Santos e Sergipe-Alagoas.

Na categoria de novas fronteiras terrestres, serão incluídos 47 blocos em um setor na bacia de Tucano Sul, com o objetivo de atrair investimentos e aumentar o conhecimento geológico nesta área. Também serão ofertadas 49 áreas classificadas como maduras da bacia terrestre de Sergipe-Alagoas.

A continuidade da exploração e a produção de petróleo e gás natural nessas regiões pode induzir ao desenvolvimento de uma indústria regional, importante fonte de geração de empregos e renda longe dos grandes centros. A relação dos blocos a serem ofertados será divulgada no site da entidade (www.anp.gov.br).