Um barrabrava argentino foi barrado na África do Sul depois que seu voo aterrissou em Johannesburgo procedente de São Paulo, anunciou nesta quarta-feira a polícia. Sua detenção ocorreu na terça-feira, depois que as autoridades expulsaram outros dez torcedores radicais argentinos, que tentavam entrar no país por Angola.

“O décimo primeiro barrabrava foi detido pela segurança do aeroporto OR Tambo e será repatriado hoje (quarta-feira)”, indicou a porta-voz da polícia Sally de Beer em um comunicado.

Na semana passada, a Argentina forneceu à África do Sul uma lista de 800 conhecidos ‘hooligans’ do país sul-americano para contribuir com a segurança do evento.

A seleção alviceleste estreia no Mundial no sábado, dia 12, contra a Nigéria em Johannesburgo, pelo grupo B, que também tem Grécia e Coreia do Sul.